• Barão de Itararé: Quem foi Barão, nunca perde a majestade

    Jornalista, escritor e sobretudo humorista, o genial Barão de Itararé, nome de guerra do gaúcho Apparício Torelly, forjou-se aristocrata com o método de “injetar azul de metileno nas veias“. Na verdade, Torelly foi filho de pai brasileiro e mãe índia charrua uruguaia. Decidida a dar à luz ao pequeno Barão no Uruguai, sua mãe viajou grávida de carroça pelos pampas. O espírito brasileiro do

    Ler mais

  • O sacrifício dos cordeiros

    Não é só de replicação da barbárie cotidiana que vive a TV aberta no Brasil. Outro “fenômeno” que se evidencia abusivo é a ocupação dos horários, de modo intermitente, por programas religiosos, no que se tem convencionado designar por igrejas eletrônicas, notadamente as do viés evangélico, sejam a Universal, Mundial, Renascer ou da Graça de Deus. “Em nome de Jesus”, tanto na TV quanto

    Ler mais

  • Piscina no minhocão

    O Minhocão, na cidade de São Paulo, receberá em uma de suas pistas no dia 1 de dezembro (domingo) a instalação de uma piscina olímpica rasa e com cloro para marcar o início do verão. O projeto, de autoria de Luana Geiger em parceria com o movimento Baixo Centro, faz parte da X Bienal de Arquitetura de São Paulo cujo tema é cidade: modos

    Ler mais

  • Sob o domínio das corporações

    O documentário canadense The Corporation (2003) segue atualíssimo no momento em que as corporações acumulam cada vez mais poder. O ideário empresarial difundido pela propaganda domina os desejos humanos e se sobrepõe, inclusive, aos Estados Nacionais no início deste século. Realizado antes da crise global de 2008, A Corporação foi premonitório sobre a falta de controle do Estado sobre o mercado. No filme, assistimos à

    Ler mais

  • Onde está a Bossa Nova?

    Após a Proclamação da República, lá no século 19, a Semana de Arte Moderna de 1922 foi o único movimento cultural propriamente tupiniquim. Até os anos 50, o Brasil não respirava vanguarda, pelo menos musical. Bastou uma pequena participação de João Gilberto no disco Canção do Amor Demais de Elizeth Cardoso para as classes cariocas se perguntarem de onde vinha aquela batida diferente.

    Ler mais

  • A Internet não pode ser um jardim murado

    O novo colaborador Zonacurva, Albenísio Fonseca, é jornalista e escreve em seu primeiro texto por aqui sobre o Marco Civil da Internet, leia:   Em tramitação na Câmara Federal e sob votação adiada uma dezena de vezes, o marco civil da Internet – “mais governamental que civil” – não pode se constituir em uma armadilha para a cidadania, a serviço de provedores, corporações e em

    Ler mais

  • Palestras do geógrafo David Harvey

      O geógrafo britânico David Harvey, mundialmente conhecido por suas interpretações sobre as consequências da financeirização no urbanismo, estará no Brasil entre 23 e 26 de novembro para o ciclo de conferências Os limites do capital e o direito à cidade, que acontece no Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo. Harvey debaterá temas atuais como a crise econômica, o capitalismo, as manifestações

    Ler mais

  • Easy Rider às avessas

    Pelas estradas, a geração beatnik buscava liberdade. Nos road movies, é na velocidade da viagem que os protagonistas encontram novas perspectivas para a solução dos dilemas de suas vidas. Nas estradas paulistas no último feriado, milhões vivenciaram o inverso dessas experiências: a paralisia total em gigantescos e caóticos estacionamentos, principalmente, no caminho da almejada praia. Em piada conhecida, diz que o paulistano gosta

    Ler mais

  • Palestra “A importância da Comissão da Verdade”

      Promovida pelo Diretório Acadêmico do campus da UFABC de São Bernardo do Campo, a palestra A importância da Comissão da Verdade acontece em 18 de novembro, às 16h30, no auditório A003 do campus SBC. O Deputado Estadual do PT-SP Adriano Diogo, presidente da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e o ex-líder

    Ler mais

  • A busca pelo fim do mistério sobre a morte de Jango

    (texto atualizado em 2 de dezembro de 2014) Ontem, dia 1º de dezembro de 2014, a equipe de peritos coordenada pela Polícia Federal informou que não encontrou veneno na perícia nos restos mortais de João Goulart. Porém, a análise que durou cerca de um ano pode ser considerada inconclusiva já que a passagem do tempo pode ter apagado os vestígios de um possível envenenamento. A família de

    Ler mais

  • Noite beat

    Na próxima quinta (dia 7 de novembro), em Sampa, acontecerá a Noite Beat, verdadeira celebração da literatura no coração da metrópole. O evento será no Espaço Cemitério dos Automóveis (rua Frei Caneca, 384, Consolação).  Entrada franca. Veja a programação: Abertura – 18h00 Exposição Projeto Bill, de João Pinheiro. 19h – Pocket Show “Estúdio Realidade” de Rodrigo Garcia Lopes, com lançamento do CD ,

    Ler mais

  • Marighella: a execução do inimigo número 1 da ditadura militar

    “A única coisa que parece não deixar dúvidas é a decisão dos altos escalões militares, àquela altura sob a hegemonia da linha dura, de que Marighella não deveria ser preso, deveria ser executado”.  (trecho do livro Carlos Marighella, o inimigo número um da Ditadura Militar, do jornalista Emiliano José) No momento em que o regime militar recrudescia, a morte de Marighella (conhecido como

    Ler mais

  • Vida e morte de Pasolini

      A polêmica morte do cineasta Pier Paolo Pasolini é alvo de especulação até hoje. No dia 2 de novembro de 1975, na praia de Ostia, segundo a polícia, Pasolini foi assassinado pelo jovem Pino Pelosi. Cineasta, jornalista, escritor e poeta, Pasolini filmou, entre muitos outros, Mamma Roma (1962), Saló (1975) e Teorema (1968). Homossexual assumido, Pasolini tinha o hábito de namorar jovens

    Ler mais