• leonard cohen morte

    O lirismo de Leonard Cohen em um mundo rude  

    por Fernando do Valle  O bardo canadense Leonard Cohen se foi na noite de quinta (10 de novembro) na cidade norte-americana de Los Angeles aos 82 anos. O lírico Cohen transformava dores de cotovelo, paixões desesperadas, despedidas que habitam nosso mundo rude em canções lapidadas com sua sensibilidade, foi alquimista da metamorfose do subjetivo em arte de alto quilate. Confesso que sua voz

    Ler mais

  • É possível VER com Dom Juan e Carlos Castañeda

    por Fernando do Valle O índio Dom Juan tenta ensinar ao jovem Carlos Castañeda a VER, o que parece uma das atividades humanas mais básicas não é tão simples como parece. O velho bruxo índio mostra o caminho para enxergar a essência das coisas, para perceber além da aparência, sem julgamentos morais e preconceitos. Se conseguir, Carlos pode se tornar um homem de

    Ler mais

  • Jana Lauxen lança novo livro, O Duplo da Terra

    por Zonacurva A escritora gaúcha e colaboradora Zonacurva, Jana Lauxen, acaba de lançar seu novo e terceiro livro, “O Duplo da Terra” que narra o desparecimento de um avião com 194 pessoas a bordo nos céus de Florianópolis em 13 de setembro de 1989. Vinte e cinco anos depois, no mesmo 13 de setembro de 2014, no mesmo horário e local do desaparecimento,

    Ler mais

  • A intelectualidade sob pressão

    por Guilherme Scalzilli A tentativa de aniquilar o Ministério da Cultura, os expurgos na Empresa Brasil de Comunicação e as intervenções do governo interino em órgãos científicos são reflexos administrativos de um fenômeno mais amplo. Seja por ações judiciais, seja em textos na mídia tradicional e na internet, multiplicam-se investidas cerceadoras ou difamatórias contra acadêmicos, artistas e jornalistas considerados “de esquerda”. O problema não tem nada

    Ler mais

  • sérgio sampaio biografia

    Sérgio Sampaio botou pra gemer

    por Fernando do Valle Maldito nada, o músico Sérgio Sampaio foi artista injustiçado pela indústria cultural que não tolerou a força de sua criatividade entre suas “manadas de [artistas] normais”, como disse o magrelo na canção Roda Morta. Capixaba de Cachoeiro de Itapemirim como o cronista Rubem Braga e Roberto Carlos, Sérgio Sampaio foi letrista único em mescla de dramaticidade e ironia. Mais conhecido

    Ler mais

  • As antiobras de arte de Marcel Duchamp

    por Fernando do Valle Em 1913, o artista francês Marcel Duchamp expôs seu primeiro ready-made (antiobra de arte) Roda de Bicicleta. Quatro anos mais tarde, em 1917, Duchamp enviou seu ready-made mais conhecido, A Fonte, um urinol enviado à exposição Salão dos Independentes, em Nova Iorque. A obra foi recusada pelo comitê de seleção. Há cerca de 100 anos, a iconoclastia de Duchamp

    Ler mais

  • clara nunes samba

    A força do Brasil mestiço no canto de Clara Nunes

    por Fernando do Valle Como se estivesse sempre pronta para uma boa festa de ano novo na praia em seu vestido branco e descalça que Clara Nunes foi imortalizada no imaginário de seu tempo. Devota dos rituais afro-brasileiros, Clara cantou o samba de raiz que desnudou a alma brasileira e resgatou o vigor da cultura mestiça. Depois de mais de 10 anos dedicados

    Ler mais

  • raul seixas e sérgio sampaio

    O esquecido e genial disco “A sociedade da grã-ordem kavernista apresenta sessão das dez”

    por Fernando do Valle Em 1971, um quarteto de músicos praticamente anônimos gravou um discaço recheado de humor e transbordante criatividade. A ideia de “A Sociedade da grã-ordem kavernista apresenta sessão das dez” foi de Raul Seixas, na época produtor da gravadora CBS, que convocou seu conhecido da Bahia, Edy Star, e o capixaba Sérgio Sampaio. Em 1970, Sérgio havia acompanhado o músico

    Ler mais

  • Jean-Luc Godard, o pierrô?

    por Roberto Acioli de Oliveira “(…) O clichê da arte burguesa no século 19 foi que ela denunciava a burguesia; no final do século 20, equivalente gesto é criar um belo bem   de   consumo que  denuncie  o consumismo” (1)   Burguesia Estúpida se Explodindo Ferdinand está fugindo de uma existência burguesa estúpida ao lado de sua amante de espírito livre. Marianne o acompanha

    Ler mais

  • O efeito do patriarcado sobre o feminino – para entender a “Revolta das Mina”

    por Luca Valente Através de todas as tragédias e confrontos que infelizmente atingem nosso cotidiano, o ser humano vislumbra um caminho de cura e união. Para a busca da melhor percepção do nosso tempo, é bacana entendermos a consequência do patriarcado sobre a psique feminina e seu espírito e como, ao longo da história, o feminino foi oprimido pela voz, crenças e práticas

    Ler mais

  • león ferrari entre ditaduras

    Exposição do iconoclasta León Ferrari no MASP

    por Fernando do Valle Considerado um dos maiores artistas plásticos argentinos, León Ferrari foi um severo crítico do cristianismo e da ditadura (1976-1983) em seu país, que assassinou um de seus filhos. O curioso é que para fugir de uma ditadura, Ferrari escolheu outro país que amargava sina semelhante, Ferrari viveu por aqui entre 1976 e 1991. Quando retornou ao seu país, doou

    Ler mais

  • taiguara 70 anos

    Taiguara livre e senhor de si

    por Fernando do Valle Uruguaio de nascimento, Taiguara Chalar da Silva, o Taiguara, foi um dos mais combativos cantores brasileiros. Em tupi, Taiguara significa “livre, senhor de si”, seu pai Ubirajara, bandeonista e sua mãe, a cantora Olga acertaram na escolha do nome do filho. Duramente perseguido pela censura da ditadura militar, o músico teve 68 de suas músicas censuradas. Se estivesse vivo,

    Ler mais

  • O resumo de tempos idos (ou não) com o cartunista Fortuna

    Com economia de traços, os desenhos de Fortuna sintetizavam com fina ironia o cenário político e comportamental brasileiro. Seus trabalhos ocuparam as páginas da imprensa, tanto da alternativa como da tradicional, entre os anos 60 e 90: PIF-PAF, O Cruzeiro, O Pasquim, Correio da Manhã, Folha de S Paulo, Senhor, entre outras. O cartunista e professor Gilberto Maringoni conta que para conseguir desconto no preço dos

    Ler mais

  • Quando Fellini sonhou com Pasolini

    por Roberto Acioli de Oliveira “Desse ponto em diante,  podemos dizer que para Fellini a vida é sonho” Tullio Kezich, a respeito da influência de Jung sobre o cineasta (1). Súbito Vazio Psíquico O ano era 1954, restavam apenas vinte dias para a conclusão das filmagens de A Estrada da Vida (La Strada). Federico Fellini mergulhou numa profunda depressão que descreveria mais tarde como uma explosão,

    Ler mais

  • candeia 80 anos

    O samba de resistência de Candeia

    por Fernando do Valle Como um manifestante, o sambista Antonio Candeia Filho, o Candeia, liderava as rodas com os bambas do samba de megafone na mão sobre a cadeira de rodas, resultado de um tiro que atingiu sua medula óssea na época em que trabalhava como policial civil. O incidente aconteceu em dezembro de 1965, na abordagem de um caminhão que não parou,

    Ler mais

  • lima barreto racismo

    A revolta do escritor Lima Barreto contra o racismo

    Ainda estudante da Escola Politécnica do Rio de Janeiro, onde entrou em março de 1897, o escritor mulato Lima Barreto desiste de participar de uma estudanta, ato de rebeldia dos alunos da escola de elite. Consciente do racismo, Lima explica em conversa com um colega o motivo que o levou a desistir de pular o muro em companhia de seus colegas para assistir

    Ler mais

  • kill all arabs hollywood árabes

    A doutrina hollywoodiana contra os árabes

    por Roberto Acioli de Oliveira   “Se pudermos ter shows de televisão e filmes que mostram a excitação e a importância da vida militar, eles podem ajudar a gerar uma atmosfera favorável para o recrutamento” (1) Kenneth Bacon, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (Pentágono) durante o governo Bill Clinton O cineasta Theo van Gogh (bisneto do irmão do pintor Vincent

    Ler mais

  • garoto violonista centenário

    Gênio da raça foi o violonista Garoto

    por Fernando do Valle (atualizado em 20 de junho de 2016) Inconformado fico com o desprezo por Garoto entre os fãs de música, venerar o francês Django Reinhardt ou o gringo Robert Johnson pode, mas Garoto, apelido de Aníbal Augusto Sardinha, um dos maiores violonistas do mundo, não pode. O motivo só pode ser esse tal complexo de colonizado. Django e Robert são também mestres

    Ler mais

  • roger waters gil e caetano

    Roger Waters apela pelo cancelamento de show de Gil e Caetano em Israel

    Roger Waters, ex-baixista e um dos fundadores do Pink Floyd, enviou uma carta para Gilberto Gil e Caetano Veloso pedindo para que os músicos brasileiros cancelem show marcado para o dia 28 de julho em Tel Aviv, Israel. Waters faz parte do movimento global BDS (Boicote, Desinvestimento e Sanções) que pressiona Israel a devolver ao povo palestino os territórios ocupados. No início de

    Ler mais

  • billie holiday 1958

    Sem mais frutas estranhas

    Nos anos 30, o professor e poeta Abel Meeropol lecionava na Dewitt Clinton High School em Nova Iorque e não conseguia esquecer a foto de Thomas Shipp e Abram Smith, dois jovens negros linchados e dependurados em uma árvore no estado de Indiana. Com a imagem na cabeça, Meeropol escreveu o poema “Strange Fruit”, que foi publicado no jornal do colégio. Anos mais

    Ler mais

  • Leila Diniz, foto de David Drew Zingg

    Toda mulher é meio Leila Diniz*

    1969 – Hermelina, Hermé para os mais chegados, casou virgem. Impaciente, ela aguarda seu marido no sofá da sala com o jantar servido na mesa, levanta, desliga a TV e volta a se sentar com o abusado hebdomadário Pasquim nas mãos. Na capa, a foto da atriz da última novela que assistiu com uma toalha na cabeça. Hermé lê a entrevista da atriz,

    Ler mais