• joão goulart

    No enterro de Jango, o começo de uma caminhada

    por Elaine Tavares Era o começo de dezembro de 1976. Na pequena cidade onde vivíamos não se falava em outra coisa. Jango estava morto. A notícia se espalhou como um rastilho de pólvora, afinal, São Borja era sua terra-mãe. Em casa, o clima era de profunda tristeza. Nossa vida inteira tinha sido marcada pela presença de João Goulart. Meu pai trabalhava para ele

    Ler mais

  • che guevara 50 anos morte

    50 anos da morte de Che Guevara

    por Elaine Tavares Sempre que se fala em Che Guevara a primeira coisa que vem a mente é a imagem do soldado, do revolucionário. Essa era uma das facetas do Che. Mas não a única. Desde bem garoto ele inventou de andar pela América Latina, gostava de conhecer as gentes e, com elas, estabelecia vínculos de amor. Formou-se em medicina e ainda estudante

    Ler mais

  • thomas sankara biografia

    Thomas Sankara lutou contra o fardo colonial na África

    por Fernando do Valle Alto Volta, pequeno e pobre país colonizado pelos franceses, sem acesso ao mar e fronteiriço a seis países (entre eles, Mali, Níger e Costa de Marfim) sofreu em 1983 um golpe de Estado, infelizmente comum nos países africanos. Mas dessa vez quem assumiu não foi mais um corrupto ditador defensor dos interesses das antigas metrópoles. Quem passou a comandar

    Ler mais

  • joaquim nabuco biografia

    Joaquim Nabuco, um profeta do Brasil

    por Urariano Mota Lembro que em 2010, quando se completaram os cem anos da morte de Joaquim Nabuco, muitas reportagens foram publicadas. Em quase todas, o destaque foi para o  homem liberal, o personagem ilustrado de Quincas, o belo. Nas breves menções às ideias mais radicais de Nabuco, dava-se um pulo esperto para o conceito de “homem complexo”. Copio um trecho eloquente da

    Ler mais

  • rasputin revolução russa

    Doido mesmo foi Rasputin

    por Fernando do Valle Nascido em um vilarejo na Sibéria, Grigoriy Yefimovich Rasputin era filho de mujiques (camponeses) e já era assunto quando ainda era menino, corria à boca miúda que tinha poderes sobrenaturais. No anos finais do czarismo entre 1906 e 1916, era próximo ao casal real, o czar Nicolau II e sua esposa Alexandra Feodorvna, muitos diziam que foi amante da

    Ler mais

  • Os 80 anos da extradição de Olga Benário

    por Sergio Caldieri Os 80 anos da extradição de Olga Benário (Olga Gutmann Ben-Ario) ocorrido em 23 de setembro de 1936, foram lembrados pela sua filha Anita Leocádia Prestes, nesta quinta-feira, dia 29/9, no Salão Nobre do IFCS/UERJ, no Largo de São Francisco no Rio de Janeiro, promovido pelo Instituto Luiz Carlos Prestes. Anita Prestes fez um emocionante relato da vida de Olga

    Ler mais

  • carlos caszely pinochet

    Um gol inesquecível contra Pinochet

    por Urariano Mota Entre as imagens que nos vêm a partir do 11 de setembro de 1973, do dia em que houve o golpe militar contra Salvador Allende, entre tantas imagens vivas, uma poderia ser, com razão, do presidente Allende resistindo de capacete em último recurso, com alguns fiéis militantes às portas do palácio La Moneda. Essa imagem fala de um socialista democrata,

    Ler mais

  • barão de itararé a manha

    O humor do Barão de Itararé como antídoto contra a barra pesada

    por Fernando do Valle Após o fracasso da Revolta Comunista de 1935, Apparício Torelly, vulgo Barão de Itararé, foi preso e levado para o navio-presídio Pedro I, ancorado na Baía de Guanabara. Muitos esquerdistas, como advogados, políticos e médicos, mesmo não vinculados diretamente à revolta, foram detidos. Em algumas noites, policiais invadiam as celas e surravam os prisioneiros. Em uma delas, Apparício gritou:

    Ler mais

  • Sepé Tiaraju, presente!

    por Elaine Tavares Rememorando os 260 anos do assassinato do cacique guarani Sepé Tiaraju, um dos grandes da história do povo originário, foi realizado em São Gabriel, no Rio Grande do Sul, o Décimo Encontro Sepé Tiaraju, que reúne a gente Guarani que vive no Brasil, Paraguai, Uruguai e Bolívia. Foi num fevereiro de 1756 que mais de 1500 guerreiros guaranis morreram em

    Ler mais

  • francisco julião foto 1

    O filme que o Brasil não podia ver

    por Urariano Mota Meus amigos, aquela frase do personagem Corisco em Deus e o Diabo na Terra do Sol, quando ele grita: “Mais fortes são os poderes do povo”, eu posso agora adaptar para “Mais fortes são os poderes da pesquisa coletiva na internet”. A razão não é gratuita. Chegou para mim, não faz muito, a revelação de que, finalmente, o Brasil pode

    Ler mais

  • ligas camponesas

    Antonio Callado vislumbrou um país mais justo com as Ligas Camponesas antes do golpe de 64

    por Fernando do Valle No início dos anos 60, uma revolução social se desenhava em Pernambuco com a luta por justiça social pelas Ligas Camponesas. Milhares de camponeses se organizaram em prol da reforma agrária com a ajuda da Igreja Católica e do Partido Comunista Brasileiro e de lideranças como Francisco Julião e João Pedro Teixeira (cuja história foi contada com maestria por

    Ler mais

  • intentona comunista 1935

    A paranoia anticomunista com 80 anos de atraso

     por Fernando do Valle Quando certa paranoia anticomunista ainda provoca delírios, alguns até cômicos, com certeza esses reacionários de hoje teriam uma síncope se vivessem há 80 anos, quando duas importantes capitais (Recife e Natal) e a capital do país à época (Rio de Janeiro) foram o cenário da Revolta Comunista que tentou derrubar Getúlio Vargas em novembro de 1935. Muitos conhecem a

    Ler mais

  • Como o general Lott garantiu a posse de JK e Jango em 1955

    por Fernando do Valle Em 1955, o general Henrique Teixeira Lott, infelizmente figura política pouco lembrada da história brasileira, impediu o golpe militar que setores conservadores das Forças Armadas e lideranças da UDN armavam para impedir a posse do presidente eleito Juscelino Kubitschek e o vice João Goulart, vencedores da eleição de outubro de 1955. Os ataques virulentos do udenista Carlos Lacerda contra

    Ler mais

  • harriet tubman escravidão estados unidos

    A luta de Harriet Tubman contra a escravidão nos Estados Unidos

    por Elaine Tavares Era uma dessas desgraçadas noites de senzala no ano de 1819. Uma negra escrava, entre dores, dava à luz a uma menina. Seus dedos magros a acolheram e apertaram. Mais uma para sofrer. Mas, naquela madrugada, no pequeno condado de Dorchester, no estado de Maryland, Estados Unidos, a menina que arejava os pulmões com gritos fortes não carregaria o peso

    Ler mais

  • Estátua de Juana Arzurduy

    A fibra da guerreira latina Juana Azurduy

    por Elaine Tavares Dos muitos “causos” ouvidos sobre Juana Arzurduy, um particularmente sempre me assombrou. Na guerra de independência contra a Espanha, acuada em uma gruta, ela lutou, espada em punho, contra dúzias de soldados, para proteger as duas filhas que levava enrodilhadas ao corpo. Abriu passagem e conseguiu fugir. Só um dos feitos heroicos dessa mulher altaneira, chamada de “sol do Alto Peru”.

    Ler mais

  • Micaela Bastidas história Peru

    Micaela Bastidas, guerreira de nuestra América

    por Eliane Tavares Era 1745 na vastidão do Peru. Terra de incas, os filhos do sol.  No povoado de Tamburco, em Abancay, departamento de Apurimac, nascia Micaela Bastidas Puyucahua, uma guria mestiça que iria marcar com sangue e coragem a história da gente peruana. O pai, Manuel, tinha sangue espanhol, mas a mãe, Josefa, era inca da gema. Esta mistura fez de Micaela

    Ler mais

  • Fascistas, no pasarán

    por Fernando do Valle Após as demonstrações explícitas de fascismo nas ruas no último dia 16, muitos internautas voltaram a utilizar a expressão “não passarão” (em espanhol, no pasarán) para rechaçar o ódio da extrema direita. Vale lembrar a origem dessa expressão. Popularizada pelos republicanos na luta contra os franquistas na Guerra Civil Espanhola (1936-1939), há indícios de que a expressão surgiu na

    Ler mais

  • nixon kruschev guerra fria

    Capitalismo x comunismo, por Nixon e Kruschev

    Era 24 de julho de 1959, Nikita Kruschev, primeiro-ministro soviético, visita a Exposição Nacional Norte-Americana em Moscou em companhia do vice-presidente norte-americano Richard Nixon em plena guerra fria. A exposição, que foi organizada para a aproximação das superpotências, foi o palco de uma discussão que mostrou o clima polarizado à época. Um mês antes, os soviéticos tinham inaugurado sua exposição em Nova Iorque.

    Ler mais

  • passeata dos cem mil evandro teixeira

    O grito da Passeata dos Cem Mil contra a ditadura militar

    A barra estava pesada em junho de 1968. Em março daquele ano, o estudante Edson Luís tinha sido assassinado pela repressão no restaurante Calabouço no Rio. Em 21 de junho, o dia que ficou conhecido como a sexta-feira sangrenta, a ditadura militar reprimiu com violência uma manifestação: quatro manifestantes foram assassinados, outros 23 baleados e centenas de opositores acabaram detidos no centro da

    Ler mais

  • pagu biografia

    Viva Pagu

    Em 1931, Pagu desancava a burguesia paulistana e suas grã-finas ociosas na coluna “A mulher do povo”. Lá também criou uma história em quadrinhos em que Kabeluda, uma garota revolucionária, ironizava os costumes da época. O nome da seção capitaneada por Pagu foi batizada como contraponto ao título do jornal em que ela escrevia, O Homem do Povo, jornal criado por ela e

    Ler mais

  • augusto sandino líder latino-americano

    Como Augusto Sandino enfrentou os Estados Unidos

    A pequena Nicarágua, na América Central, sofria os ataques dos impulsos imperialistas norte-americanos bem antes da Guerra Fria, período de disputa da hegemonia geopolítica no mundo entre os Estados Unidos e a União Soviética que se seguiu à Segunda Guerra Mundial. A América Latina sofreu as agruras desse embate. Nas décadas de 20 e 30 do século passado, o revolucionário nicaraguense Augusto Sandino foi

    Ler mais