• michel temer privatização

    A privatização na (des)ordem do dia

    A disposição do governo interino em oferecer a Petrobras ao capital privado só poderá ser freada por meio da mobilização popular contra o golpeachment por Paulo Kliass*– da Agência Carta Maior As expectativas do povo do financismo eram as melhores possíveis para o período posterior à consumação do golpeachment. De um lado, já estaria solucionado o problema da desconfiança que guardavam com relação

    Ler mais

  • romero jucá michel temer

    Novo abalo político no Brasil: é hora da mídia começar a dizer golpe?

    Novo abalo político é prova de que a remoção da presidenta era o único meio dos adversários evitarem que sejam responsabilizados por sua própria corrupção   por Glenn Greenwlad, Andrew Fishman e David Miranda, do The Intercept, extraído da Agência Carta Maior O país acordou ontem com a notícia das secretas e chocantes conversas envolvendo um importante ministro do recém-instalado governo brasileiro, que

    Ler mais

  • impeachment dilma

    A longa tradição de golpes ‘brancos’ no Brasil

    Engana-se quem pensa que estamos diante de um fenômeno ‘novo’ em nossa história: o que não falta em nossa história são golpes como o de agora. por Flávio Aguiar – de Berlim, publicado na Agência Carta Maior O golpe em curso no Brasil, e que nesta quarta-feira vai atingir um novo momento de clímax com a votação do afastamento da presidenta Dilma Rousseff,

    Ler mais

  • O golpe está nu

    por Guilherme Scalzilli Falta base jurídica às duas denúncias aceitas pela Câmara no pedido de impeachment. Uma não se enquadra na Lei Orçamentária, que embasa constitucionalmente a questão. A outra atende às exceções abertas tanto na própria norma quanto na jurisprudência. Esses fatos já anulam a constitucionalidade do processo. A covarde anuência do STF não o legitima, assim como não legitimou o golpe militar

    Ler mais

  • jornadas bolivarianas ufsc

    Jornadas Bolivarianas – os rumos da crise na América Latina

    por Elaine Tavares Durante três dias, intelectuais do Brasil, Argentina, Colômbia e Equador discutiram a realidade latino-americana que passa por uma nova onda conservadora na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A conjuntura brasileira acabou sendo o foco das atenções em função do “golpe blando” que está em curso, mas, como sempre acontece nas jornadas, os debatedores sempre vão além das aparências e discutem

    Ler mais

  • O Brasil pós dia 17

    por Elaine Tavares O domingo, dia 17, foi trágico e cômico. Trágico porque vimos acontecer, ao vivo, em tempo real, um golpe contra a ainda frágil democracia burguesa brasileira. Um golpe de novo modelo, não mais com canhões e exército na rua, bem ao estilo do que já aconteceu em Honduras  e no Paraguai. Com acusações pueris, sem qualquer comprovação, e sem base

    Ler mais

  • Não há novidades para os pobres

    Não há novidades para os pobres

    por Elaine Tavares A política brasileira deverá definir nesse domingo os destinos da presidência. Num processo de impedimento no qual a ré – no caso, a presidenta Dilma – cometeu crime algum, o “tribunal” armado no Congresso parece não levar em conta a lei. Nenhum argumento legal se sustenta na acusação de responsabilidade que se tenta imputar à Dilma. O trabalho da comissão

    Ler mais

  • mídia democrática

    Os desafios da Telesur

    por Elaine Tavares Quando Hugo Chávez começou a virar a bússola da América Latina para o sul, um dos pontos no qual mais batia era o da comunicação. Como podia o povo de “nuestra América” receber o midiático braço armado do sistema capitalista, a CNN, diuturnamente em suas casas, e não ter um instrumento de comunicação que pudesse dizer a sua voz? Sua

    Ler mais

  • Enquanto o governo afunda

    por Elaine Tavares A jogada do impedimento da presidente Dilma segue de vento em popa, com golpes e contragolpes no âmbito da casa legislativa, a qual abriga a comissão que julga o processo. Uma comissão que já é por si só suspeita, visto que boa parte de seus integrantes está envolvida em corrupção. Não bastasse isso, o próprio presidente da Câmara de Deputados tem

    Ler mais

  • golpe Brasil

    Os novos golpes na América Latina

    por Elaine Tavares Já não é de hoje que se observa o movimento de endireitização na América Latina. A classe dominante nunca esteve quieta, até porque os governos mais progressistas que surgiram não foram revolucionários e buscaram a via pelas instituições burguesas, apostando na democracia liberal, que nada mais é do que a ditadura do capital. Na Venezuela, onde o processo de transformação

    Ler mais

  • o povo não é bobo abaixo a rede globo

    A fábrica de ideologia

    por Elaine Tavares A Globo mostrou ontem, mais uma vez, o que é ser uma fábrica de ideologia. Coloca como herói alguém que trabalha acima da lei, insufla o golpe, escancara sua posição. Nada de novo para nós que fazemos a crítica cotidiana. A mídia comercial é o braço armado do sistema. Há quem diga que não é bem assim, que não é

    Ler mais

  • manifestação 13 de março

    As manifestações e o Brasil

    por Elaine Tavares O dia 13 mobilizou mais de dois milhões de pessoas que foram às ruas protestar contra o PT, contra Dilma, contra o Lula e contra a corrupção. A maior concentração obviamente foi em São Paulo, centro financeiro e político do país. E nas ruas estavam gentes de todo tipo, ricos, classe média e pobres. A organização das atividades foi da

    Ler mais

  • corrupção FHC

    Vamos falar de corrupção?

    por Guilherme Scalzilli Incapaz de enfrentar comparações entre os governos petistas e seus antecessores, a direita procura deturpá-las com o estigma da corrupção. Numa apropriação muito sugestiva do slogan lulista, nasce a ladainha do “nunca antes houve tanta safadeza no país”. Afinal, as ilegalidades hoje repudiadas pela sociedade não apenas foram criadas pelo PT, mas atingiram níveis inéditos sob seu comando. Para desqualificar

    Ler mais

  • joão goulart

    Depois do entreguismo subterrâneo do Pré-sal, só resta a terceira via

    por João Vicente Goulart*, da Agência Carta Maior O que vimos na votação do PLS 131 da Petrobras foi vergonhoso, rasteiro, inoportuno com nossa história de lutas à mercê da traição governamental da qual tínhamos esperança de resistência. Estamos, todos aqueles que amamos o Brasil e nossa nacionalidade, iludidos, magoados e com muita falta de esperança, roubada no mais indigno e subterrâneo ocaso

    Ler mais

  • Moro e o MPF comprovam a força de Lula

    por Guilherme Scalzilli Alguns comentaristas torceram narizes diante de minha avaliação sobre a vantagem de Lula na campanha de 2018. Talvez, com certa razão, achem cedo para tecer prognósticos, especialmente os favoráveis ao PT. Mas será tão difícil reconhecer que a perseguição a Lula reflete o poder propagandístico do seu legado administrativo? Até a direita parece admiti-lo. Se Lula será candidato ou, caso afirmativo, se

    Ler mais

  • Por que tanto esforço para incriminar Lula?

    por Guilherme Scalzilli A resposta simplificada: porque é, desde já, o candidato mais forte na eleição de 2018. Seus governos são imbatíveis comparativamente. Não há estatística do período 2003-2010 que perca para outra similar no recorte histórico disponível. Isso ocorre tanto para os índices abrangentes da macroeconomia quanto para minúcias setorizadas e regionais, passando pelo acesso a bens de consumo, à cultura, à

    Ler mais

  • dívida pública veto dilma

    Dilma veta auditoria da dívida

    por Elaine Tavares No livro do argentino Alejandro Olmos Gaona, “A dívida odiosa”, vários são os casos de negativa de pagamento de dívidas por conta de contratos ilegais ou porque tenham sido fechados em condições de exceção, com regras abusivas demais. Um dos primeiros exemplos disso é o da Liga Ática, na antiga Grécia, que no ano 454 a.C decidiu não pagar uma dívida

    Ler mais

  • impedimentos, atrasos e lutas

    De impedimentos, atrasos e lutas

    por Elaine Tavares  A política brasileira vem se revirando desde há meses. Com um Congresso Nacional altamente conservador, as pautas que interessam aos poderosos de sempre vão sendo vencidas sem maiores tropeços. Questões relacionadas às chamadas bancadas da bala, da bíblia e do boi, não encontram obstáculos. Os conservadores são maioria e tudo que lhes convêm passa. Assim, um atrás do outro, os

    Ler mais

  • #nãovaitergolpe

    A mensagem das ruas

    por Guilherme Scalzilli O êxito das manifestações antigolpistas faz contraponto inevitável com as minguantes passeatas da direita. A diferença é óbvia, tanto na quantidade quanto na pluralidade da adesão. O projeto do impeachment perdeu de vez o argumento da força representativa. Pouco importa a previsível manipulação do noticiário, em seu desespero infantil para esconder os fatos. A desmoralização da imprensa corporativa só alimenta o belo

    Ler mais

  • Os pobres que se lasquem, só que não

    por Elaine Tavares Desde o princípio dos tempos da história humana tem vigorado a luta de classes. Há os que detêm o poder e há os que estão subjugados. A forma de garantir o poder muda conforme o tempo histórico, ou é pela força das armas, ou é pela força econômica, mas, no geral, é sempre um pequeno grupo que se arroga o

    Ler mais

  • A pauta do golpe

    por Guilherme Scalzilli A tese do impeachment perde adeptos a cada semana que passa. Nas cúpulas midiáticas, empresariais, partidárias, jurídicas e acadêmicas dissemina-se a visão de que a ideia não é apenas inviável, mas perigosa e inconsequente. Então o que explica a sua permanência nos debates cotidianos? Acontece que o prolongamento da agonia segue uma lógica de oportunismo político. A ideia é explorar ao

    Ler mais

Por favor, espere...

Cadastre-se e receba novidades!

Preencha seu email e nome.