Documentário Pastor Cláudio escancara a violência da Ditadura

Cláudio Guerra – O documentário “Pastor Cláudio” estreia amanhã, dia 14 de março, e mostra o encontro de Cláudio Guerra, ex-delegado e agente da ditadura civil-militar, e Eduardo Passos, psicólogo que atende vítimas da violência de Estado.

Cláudio Guerra é réu confesso de assassinatos de opositores ao regime de exceção que o país amargou por 21 anos. Beneficiado pela Lei de Anistia, Guerra atualmente está solto e atua como pastor evangélico. Ele relata como atuava no desaparecimento dos corpos dos militantes políticos no período da Ditadura.

“Neste filme propus uma conversa entre Cláudio e Eduardo durante a qual se projetam as imagens, permitindo-nos ver a vinculação de Cláudio à violência do Estado praticada naqueles anos, além de perceber sua frieza aterradora”, explica a diretora  Beth Formaggini. “A interação dos dois personagens e as cenas e fotos no telão, que também são projetadas no corpo de Cláudio, trazem à tona memórias e reflexões sobre a banalidade do mal e seus desdobramentos. A violência dos homens e do Estado continua a nos assombrar até hoje no Brasil e no mundo”, prossegue.

Cena do documentário “Pastor Cláudio”

Em 2012, foi lançado o livro “Memórias de Uma Guerra Suja”, em que Rogério Medeiros e Marcelo Netto reuniram depoimentos de Cláudio Guerra. “Pastor Cláudio” venceu o prêmio de melhor filme no Festival de Vitória 2018 e participou do Festival Internacional de Cinema Documental no Equador (2018), Festival Kinoarte de Cinema (2018), da mostra Brasil em Movimento (França, 2018), Festival Internacional de Mulheres no Cinema – FimCine (2018), Festival do Rio (2017), entre outros.

Assista ao trailer:

Com informações da assessoria de imprensa Primeiro Plano.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: