Líder estudantil, Honestino Guimarães foi morto pelo regime militar em 1973

O desaparecimento do líder estudantil Honestino Guimarães em 1973 comprova como o regime de exceção matou e torturou de forma indiscriminada. Honestino, eleito presidente da UNE em 1971, sempre foi contrário a qualquer tipo de ação armada e morreu após dar entrada no temido Cenimar (Centro de Informações da Marinha) no Rio de Janeiro em 1973, com apenas 26 anos. A história de … Continue lendo Líder estudantil, Honestino Guimarães foi morto pelo regime militar em 1973