• Ato público “Justiça para Olavo Hanssen”

    Amanhã (sábado), dia 25 de maio, será realizado um ato público em memória ao militante Olavo Hanssen, morto pela ditadura militar. Hanssen foi capturado pelo Dops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social) de São Paulo, junto com outros 17 manifestantes, em comício de 1 º de maio de 1970, e nunca mais foi visto. Segundo o Dossiê de Mortos e Desaparecidos no

    Ler mais

  • O medo da falta de memória

    A exibição do filme Hoje, da cineasta Tata Amaral, em evento da Clínica do Testemunho no Sedes Sapientiae, foi na noite anterior (dia 9 de maio) ao depoimento do coronel Carlos Brilhante Ustra na Comissão da Verdade, em Brasília. Em verdadeiro surto, Ustra negou qualquer responsabilidade nas torturas praticadas pelo famigerado DOI-CODI, que comandou nos anos 70. O Zonacurva descreveu como o medo

    Ler mais

  • Di-Glauber na web

    “Juntos, bebemos champagne, mescal, uísque, e Paraty, juntos, sorrimos e cantamos no México e em Paris…” Os versos frenéticos de Glauber Rocha fazem parte de sua insólita homenagem ao amigo e pintor, Di Cavalcanti. Di-Glauber foi rodado no velório do pintor em 26 de outubro de 1976 no MAM (Museu de Arte Moderna) do Rio de Janeiro. Lançado em 1977, o curta-metragem foi interditado

    Ler mais

  • Filme ‘Hoje’ no Sedes Sapientiae

    A Clínica do Testemunho, do Instituto Sedes Sapientiae, exibirá no dia 9 de maio às 20 horas o filme Hoje da cineasta Tata Amaral, que conta a história de vítima da repressão militar que recebe indenização do governo. A Clínica é uma parceria do Instituto com a Comissão da Anistia do Ministério da Justiça e atenderá todos os anistiados políticos afetados direta ou

    Ler mais

  • O terrorismo poético de Hakim Bey

      “Avatares do caos agem como espiões, sabotadores, criminosos do amor louco, nem generosos nem egoístas, acessíveis como crianças, semelhantes a bárbaros, perseguidos por obsessões, desempregados, sexualmente perturbados, anjos terríveis, espelhos para a contemplação, olhos que lembram flores, piratas de todos os signos & sentidos Aqui estamos, engatinhando pelas frestas entre as paredes da Igreja, do Estado, da Escola & da Empresa, todos

    Ler mais

  • Presos políticos no divã

    A luta contra o medo e a superação de traumas psíquicos causados pelas torturas e prisões no período do regime militar foram a tônica do evento Conversas Públicas da Clínica do Testemunho, semana passada, no Instituto Sedes Sapientiae. Parceria do Instituto, que há mais de 35 anos cuida da saúde mental dos paulistanos, com a Comissão da Anistia do Ministério da Justiça, a

    Ler mais

  • 18 anos do massacre de Eldorado de Carajás

    Há 18 anos, no Pará, aconteceu um dos crimes mais hediondos da história recente brasileira. Ao contrário do que os jornalões divulgaram, foram 21 sem terra assassinados, em vez de 19, no município de Eldorado de Carajás. Em 17 de abril de 1996, 1.500 sem terra acampados na região fizeram uma marcha de protesto e interditaram a BR-155. A Polícia Militar chegou ao

    Ler mais

  • E se não existissem as aulas de Educação, Moral e Cívica

    Nos início dos anos 80, o adolescente classe média que não estava diretamente ligado ao combate ao regime de exceção que os militares nos impuseram por 21 anos, percebia algo errado quando ia assistir ao seu programa favorito e era avisado que o mesmo tinha sido liberado por uma tal de censura federal. Para quem não se lembra: Noutro dia pela manhã, entre

    Ler mais

  • As atrocidades da tortura na ditadura militar

    O realismo do documentário Brazil: A Report on Torture (1971) nos relembra dos atos de barbárie cometidos pela ditadura. Os métodos violentos utilizados pela tortura na ditadura militar não tinham limites. Realizado pelo jornalista americano Saul Landau em parceria com o diretor de fotografia Haskell Wexler, o filme é composto de uma sequência de relatos e simulações das sessões de tortura realizadas pelas próprias

    Ler mais

  • O brechó do indie fashion

    Na fila do segundo dia do Lollapalooza 2013, camisetas pretas e de bandas, tradicionais no público de show de rock, eram raras. A maioria tinha passado no brechó do indie fashion. Talvez com Slayer ou Sepultura no lineup, a galera fosse outra. Munido de paciência depois de ler reclamações sobre a desorganização do primeiro dia, não precisei dela e consegui sentir o primeiro

    Ler mais

  • Procuram-se domésticas

    Com casa e filha para cuidar e faxineira apenas uma vez por semana como ajuda, aceitei após dois meses dica de amiga e apelei para agência de serviços domésticos. Encontro com a primeira candidata agendado. A executiva fez escala na Sephora, calçou salto alto e com vestido de grife chegou acompanhada da senhora negra constrangida com meias-calças grossas de malha e uniforme surrado.

    Ler mais

  • A invasão gringa

    Há algum tempo em Sampa, línguas estrangeiras incorporam-se à paisagem urbana em locais nunca dantes navegados. Casal conversa com o filho em francês na padoca, atletas de final de semana ofegantes em alemão no Parque Villa-Lobos, espanhol versus portunhol na fila do cinema da Paulista e inglês sem sotaque perto do caixa da farmácia. Os gringos redescobrem o Brasil. Com a Europa de

    Ler mais

  • Glória ao povo lutador *

    Vivi na Venezuela 6 dos melhores anos de minha vida. Já se passaram mais de 25 anos e lembro que abastecia-se o carro com moedas e o câmbio era imutável, um dólar sempre valiam 4 bolívares e 30 centavos. Apesar de muita vontade, nunca mais voltei. Amigos que ficaram por lá descreviam Chávez pelo lado folclórico. Cheguei a ouvir que o líder venezuelano

    Ler mais

  • Documentário Surplus investiga o consumismo

      O documentário Surplus (2003) contrapõe o consumismo ao ‘Ahorre, consuma solo lo necesario’ (placa oficial que aparece de relance em uma rua de Cuba). Dirigido pelo italiano radicado na Suécia Erik Gandini, o conteúdo do filme, embalado em uma edição rápida, baseia-se em paradoxos como a escassez de um supermercado cubano e a chuva de propaganda norte-americana. Uma das traduções para surplus é supérfluo.

    Ler mais

  • Comédia romântica tarja preta (“O lado bom da vida”)

    História contada à exaustão, o roteiro de O Lado bom da vida (Silver Linings Playbook) baseia-se em dois corações sofridos em busca de redenção. O título em português com cara de livro de autoajuda esconde um filme com pretensões de manual das relações amorosas contemporâneas, regado a antidepressivos e remédios controlados. Se, por um lado, a intenção resultou em uma surpreendente indicação ao

    Ler mais

  • No bico do corvo (1)

    Um Deus sensível. Manda repouso à dor que te devora. Destas saudades imortais. (poema “O Corvo” de Edgar Allan Poe)   Estava com o pé na cova, quase fui pro saco, por um fio não fui dessa para melhor… Depois de um mês no hospital (15 dias de UTI), 4 cirurgias e 60 dias de convalescência, estou de volta. Além de me perguntarem

    Ler mais

  • O presente burocrático

    Por motivos pessoais, ZonaCurva ficou em jejum por um tempo. Em época de presentes e Noéis, republicamos a crônica ‘O presente burocrático’ (publicada originalmente em 9 de dezembro de 2011). Em breve, muitas novidades por aqui, a todo vapor e avante. Aguardem! Papai Noel sentado no meio da Paulista, árvore gigante no Ibirapuera, o contagiante e irritante espírito natalino aportou em Sampa. Molharam o Gizmo.

    Ler mais

  • A saga da vanguarda poética paulistana

    A busca pelo companheirismo sempre foi a urgência de muitos criadores e fez surgir movimentos artísticos e literários. A efervescência de determinada época, as coincidências e as amizades levam artistas ao convívio entre iguais e incrementa e, por vezes, até modifica o trabalho solitário de cada um deles. As reuniões no apartamento da escritora Gertrude Stein na rue de Fleurus, na rive Gauche

    Ler mais

  • Incêndio no Campo Belo

    O tempo seco e o descaso da prefeitura provocaram hoje grave incêndio na comunidade ironicamente chamada de Buraco Quente entre a rua Xavier Gouveia e a avenida Roberto Marinho, no Campo Belo, zona sul de São Paulo. O fogo começou a queimar os barracos de madeira por volta de 14h30 e atingiu várias das precárias moradias da região. Moradores arriscavam suas vidas na

    Ler mais

  • Por mais Unos e Celtas na Poli

    Toyota, Mercedes, Mitsubishi, Citroen. Um breve passeio pelo estacionamento da Escola Politécnica da USP nos faz sentir em uma concessionária multimarcas da avenida Cidade Jardim. Bom para esses estudantes com saldo bancário que os possibilita circular com carros de ponta, pior para nós que pagamos a conta de faculdades caras com nossos impostos para quem não precisa. Distorção antiga e revoltante do precário

    Ler mais

  • Brasil só perdeu?

    Entre o preparo de um misto quente e um cheese-burger, o chapeiro da padaria reclama ao balconista: “não quero mais ver mais essas Olimpíadas, Brasil só perde”. O balconista responde: “é verdade, e o Corinthians vai mal, hein, só empatou ontem com o Atlético de Goiás”. Não tem jeito, para brasileiro, papo sobre esporte sempre termina em futebol. Mesmo nas Olimpíadas. Cheguei  a

    Ler mais