Sob o domínio das corporações

O documentário canadense The Corporation (2003) segue atualíssimo no momento em que as corporações acumulam cada vez mais poder. O ideário empresarial difundido pela propaganda domina os desejos humanos e se sobrepõe, inclusive, aos Estados Nacionais no início deste século.

Realizado antes da crise global de 2008, A Corporação foi premonitório sobre a falta de controle do Estado sobre o mercado. No filme, assistimos à radiografia das corporações como ‘seres’ autônomos, que funcionam de acordo com um conjunto específico e determinado de regras.

Veja o filme na íntegra. Você pode colaborar com a equipe que realizou a produção no site. Mais de 200 pessoas participaram na realização do filme e do site durante 8 anos.

Os diretores Jennifer Abbott e Mark Achbar basearam-se no livro The corporation – the pathological pursuit of profit and power, de Joel Bakan, que também assina o roteiro do filme, para realizar a empreitada.

The Corporation surgiu no clima dos movimentos antiglobalização dos primeiros anos da década 00 como Surplus (abordado neste texto aqui no Zonacurva)

'The real american flag'
‘The real american flag’

O escritor Noam Chomsky (entrevistado no filme), em seu livro Segredos, mentiras e democracia (Editora Universidade de Brasília) define com exatidão o espírito do filme:

 “As grandes empresas são grandes conglomerados institucionais de caráter essencialmente totalitário. No seu interior, cada funcionário é apenas uma peça de uma grande máquina. Na sociedade humana, poucas instituições têm uma hierarquia tão estrita, e um controle tão autoritário”.

26 de novembro the_corporatio

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: