• castelo branco e octavio frias de oliveira

    O apoio da grande mídia ao golpe de 64

    Além de criar o clima de pânico, em especial na classe média, que passou a aceitar a quebra do Estado democrático, a imprensa apoiou o golpe de 1964 de maneira quase unânime. O livro Cães de Guarda – jornalistas e censores, do AI-5 à Constituição de 1988, da historiadora Beatriz Kushnir, lançado em 2004, e infelizmente pouco conhecido, pesquisou a atuação da imprensa

    Ler mais

  • stuart angel morte

    Relatório da Comissão da Verdade pode revelar localização do corpo de Stuart Angel

    A Comissão Nacional da Verdade acaba de entregar seu detalhado relatório à presidenta Dilma Rousseff. A comissão identificou 377 responsáveis por crimes durante a ditadura militar (1964/1985) após dois anos e sete meses de trabalho. Uma das muitas revelações do relatório pode ser o paradeiro do corpo do militante Stuart Angel, morto sob tortura em maio de 1971, aos 26 anos. Segundo depoimento

    Ler mais

  • 15 de outubro joão goulart ministro do trabalho foto 1

    Como ministro de Vargas, Jango revelou as entranhas do Brasil

    Com apenas 34 anos, João Goulart assume o relevante à época Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, em junho de 1953, no governo Getúlio Vargas, e passa a receber em seu gabinete pessoas humildes e sindicalistas, muitos deles negros. A reação foi imediata: empresários, militares e imprensa passam a orquestrar uma verdadeira campanha para derrubá-lo. O mandato de Jango como ministro durou apenas

    Ler mais

  • 11 de setembro Rubens Paiva processo jurídico foto 1

    Tribunal Regional Federal do RJ deve julgar acusados da morte de Rubens Paiva

    O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) determinou ontem o prosseguimento de ação penal contra cinco militares reformados acusados da morte do ex-deputado Rubens Paiva, em janeiro de 1971, nas dependências do Destacamento de Operações de Informações (DOI) do Exército, na Tijuca. Seu corpo nunca foi encontrado. A Justiça negou o habeas corpus impetrado pelos militares, que visava ao trancamento da ação. A defesa

    Ler mais

  • Comissão da Verdade suspeita de plano da ditadura para matar Glauber Rocha

    Acusado de difundir calúnias contra regime militar no Brasil e classificado como “um dos líderes da esquerda no cinema”, sendo o que “mais atuava na campanha contra o país, na Europa”, o cineasta Glauber Rocha foi vítima de espionagem e perseguição pela ditadura. Na última sexta (16), a Comissão Estadual da Verdade do Rio revelou documentos produzidos pelas Forças Armadas contra o diretor. A

    Ler mais

  • PIF-PAF tentou curar a ressaca do golpe de 64

    Em 1964, um mês e meio depois do golpe militar, nascia o PIF-PAF, o pequeno jornal criado por Millôr Fernandes que mostrou novos caminhos para o jornalismo combativo e independente que foi feito mais tarde (e sempre). Charges, tiradas demolidoras, textos de diversos estilos e tamanhos, muitas mulheres (e políticos) de biquíni, embalados por um humor cáustico, foram as armas usadas para a

    Ler mais

  • Ex-delegado Cláudio Guerra revela envolvimento de coronel da ditadura militar na morte de Zuzu Angel

    Em depoimento prestado à Comissão Nacional da Verdade nesta quarta-feira (23 de julho), o ex-delegado do DOPS do Espírito Santo, Cláudio Guerra, afirmou que o coronel Freddie Perdigão Pereira provocou o acidente que resultou na morte da estilista Zuzu Angel, em 1976. O crime complementa o currículo de algoz a serviço do regime militar de Pereira. O coronel atuou no DOI-CODI de São

    Ler mais

  • 9 de junho Giovanni Enrico Bucher sequestro ditadura militar foto 1

    E no sequestro, o embaixador suíço quase esqueceu o cigarro

    O embaixador suíço Giovanni Enrico Bucher foi sequestrado pela VPR (Vanguarda Popular Revolucionária) na rua Conde de Baependi, bairro das Laranjeiras, no Rio de Janeiro, em 7 de dezembro de 1970. No comando da ação, Carlos Lamarca aponta a arma para Bucher que calmamente pede a Lamarca para buscar no Buick da embaixada seus cigarros. Também impassível, Lamarca aceita que o suíço os

    Ler mais

  • 29 de maio paulo malhães morte rubens paiva

    Decisão histórica da Justiça acata denúncia contra militares envolvidos na morte de Rubens Paiva

    A Justiça Federal aceitou na segunda (dia 26 de maio) denúncia contra cinco militares reformados pela morte do deputado Rubens Beirodt Paiva pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver, associação criminosa armada e fraude processual. José Antonio Nogueira Belham, Rubens Paim Sampaio, Jurandyr Ochsendorf e Souza, Jacy Ochsendorf e Souza e Raymundo Ronaldo Campos serão os primeiros militares a irem a julgamento por

    Ler mais

  • 25 de abril Diretas já congresso nacional foto 1

    Derrota da emenda das Diretas Já! amplia consciência

    A rejeição da emenda Dante de Oliveira, no início da madrugada de 26 de abril de 1984, pela ausência de parlamentares e voto contrário de deputados do PDS, deixaria entrever situações bastante sui generis para os milhões de brasileiros que, nas capitais estaduais e municípios por todo o país, empenharam-se na luta pela aprovação da emenda que restabeleceria o direito de eleger o

    Ler mais

  • 24 de abril Rubem Fonseca (fonte blog Monte de Leituras) no final dos anos 70 (1)

    Rubem Fonseca e o silêncio que não apaga o passado

    Como o escritor Rubem Fonseca sente verdadeira ojeriza por entrevistas, sempre pairou a desconfiança de que a causa dessa aversão advém da tentativa de esconder seu convívio nos anos 60 com algumas figuras de destaque da ditadura militar. Fonseca participou da direção do IPÊS (Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais), que organizou a base ideológica para o golpe de 64, e foi próximo

    Ler mais

  • 16 de abril comicio diretas já foto 2

    O Brasil despertou no movimento das Diretas Já!

    Depois de duas décadas de arbítrios do regime militar, o movimento das Diretas Já acordou o povo brasileiro para a urgência da participação política. Entre o final de 1983 e o início de 1984, vários comícios mobilizaram o país pelas eleições diretas para presidente da República. Em 16 de abril de 1984, o comício das Diretas Já no Vale do Anhangabaú, na cidade de

    Ler mais

  • 8 de abril chico buarque

    Julinho da Adelaide driblou a censura nos anos 70

    Com o sucesso da música Apesar de você, em 1970, as canções de Chico Buarque passaram a sofrer uma espécie de censura prévia. Os integrantes do governo militar não se perdoaram por liberar a música e proibiram sua execução nas rádios. Irritada, a cúpula do regime considerou a letra uma ofensa ao presidente Médici, o evidente você. Acuado, Chico passou a assinar algumas

    Ler mais

  • Protesto com samba na DEScomemoração do golpe de 64

    O bloco carnavalesco Cordão da Mentira irá desfilar em DEScomemoração aos 50 anos do golpe militar de 64. Com intervenções artísticas e sambas de autoria própria, o Cordão volta às ruas no dia 1º de abril (terça) a partir de 17h30 em frente ao Memorial de Resistência, no Largo General Osório, na cidade de São Paulo. O bloco realizou seu primeiro desfile em

    Ler mais

  • 27 de março Honestino Guimarães regime militar

    Líder estudantil, Honestino Guimarães foi morto pelo regime militar em 1973

    O desaparecimento do líder estudantil Honestino Guimarães em 1973 comprova como o regime de exceção matou e torturou de forma indiscriminada. Honestino, eleito presidente da UNE em 1971, sempre foi contrário a qualquer tipo de ação armada e morreu após dar entrada no temido Cenimar (Centro de Informações da Marinha) no Rio de Janeiro em 1973, com apenas 26 anos. A história de

    Ler mais

  • Millôr explica a diferença entre democracia e ditadura

    “A diferença entre uma democracia e um país totalitário é que numa democracia todo mundo reclama, ninguém vive satisfeito. Mas se você perguntar a qualquer cidadão de uma ditadura o que acha do seu país, ele responde sem hesitação: “não posso me queixar”.” Há dois anos, em 27 de março de 2012, o escritor, jornalista e o faz tudo e mais um pouco

    Ler mais

  • 26 de março sequestro ditadura militar foto 4

    A ação mais ousada contra o regime militar

    O rapto do embaixador norte-americano Charles Elbrick foi, sem dúvida, a ação mais ousada dos opositores ao regime militar. Entre os muitos atos contra a ditadura, o sequestro do principal representante do país que deu suporte ao golpe surpreendeu os militares e repercutiu em todo o mundo. O sequestro foi executado por integrantes da Ação Libertadora Nacional (ALN)  e do Movimento Revolucionário 8

    Ler mais

  • ‘Não existem porões da Ditadura’

    A Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva” e a Comissão Nacional da Verdade, durante a audiência pública realizada em setembro do ano passado, apresentaram a estrutura de funcionamento do terrorismo de Estado implantado a partir de 1964, constituído através de ampla rede das Forças Armadas. O estudo foi feito partir de documentos compilados dos órgãos de repressão. “É uma

    Ler mais

  • Iara Iavelberg e sua luta contra a ditadura militar

    Os destinos de muitas mulheres foram determinados pelos arbítrios do regime militar. Várias foram assassinadas, outras torturadas, muitas perderam seus filhos, maridos, parentes e amigos. Um dos símbolos dessa resistência nos anos de chumbo foi a militante Iara Iavelberg, vítima da ditadura militar aos 27 anos, em agosto de 1971. De uma rica família judia do Ipiranga, Iara abandonou aos 19 anos seu

    Ler mais

  • Simpósio ‘O golpe de 1964 e a onda autoritária na América Latina’ na USP

    Nos 50 anos do golpe de 1964, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP organiza o simpósio ‘O golpe de 1964 e a onda autoritária na América Latina’. Com debates sobre o golpe de Estado e suas relações com as outras ditaduras da América Latina, o evento acontecerá entre os dias 24 e 27 de março e a entrada

    Ler mais

  • 13 de março ditadura militar acao-entre-amigos beto brant ditadura militar

    Cine Direitos Humanos exibe filmes sobre a ditadura militar

    Durante seis semanas (de 15 de março a 19 de abril), a programação do projeto Cine Direitos Humanos será dedicada a filmes que abordam temas relacionados ao período da ditadura militar no país. O projeto é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo. Os filmes exibidos serão A Memória Que Me Contam, Caparaó, 15 Filhos, Ação Entre Amigos, Em

    Ler mais