• trabalhadores capitalismo

    Sobre o que somos no capitalismo

    Não há novidades na vida daqueles que não são proprietários, que não pertencem à classe dominante. Seu cotidiano é o do não-ser. Eles não existem como pessoas, que têm nome, sobrenome, filhos, sonhos. Não. O que não faz parte do 1% que domina é considerado um número, uma estatística, um receptáculo de força de trabalho. Nada mais. Mesmo os alto executivos, que dependem

    Ler mais

Por favor, espere...

Cadastre-se e receba novidades!

Preencha seu email e nome.