• Os povos “chicos”

    Sim, eu tive a sorte de nascer na fronteira. Argentina e Uruguai, também mátrias. Desde bebezinho ouvindo a língua espanhola e as histórias da gente da Banda Oriental. Não podia ser outra coisa pra uma mulher nascida nas terras brasileiras, mas eivada de latinidade. E foi por essa minha especificidade regional que conheci, muito cedo, a poesia de Hamlet Lima Quintana, um argentino

    Ler mais