As mortes negras e o Estado racista

A socos e pontapés às vésperas das comemorações do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, João Alberto Freitas, um homem negro de 40 anos foi violentamente espancado até à morte por seguranças do Supermercado Carrefour, na zona norte de Porto Alegre. A socos e pontapés, com balas de fuzil ou revólver, nos terrenos baldios ou nos estacionamentos dos shoppings, os negros … Continue lendo As mortes negras e o Estado racista