• urariano mota ditadura

    Ditadura Nunca Mais com Urariano Mota

    Colaborou Isabela Gama O CONVERSA AO VIVO ZONACURVA recebeu no último dia 5 de maio o escritor e jornalista Urariano Mota, colaborador há mais de 7 anos do ZonaCurva, e autor, entre outros, do livro “Soledad no Recife”, que conta a trajetória da paraguaia Soledad Barrett, militante nos anos da ditadura militar brasileira.  A conversa contou com a participação do editor Zonacurva Fernando

    Ler mais

  • em busca de anselmo crítica

    Cabo Anselmo na série “Em busca de Anselmo”

    Quando Anselmo se refere aos codinomes que usava para se infiltrar e entregar militantes para a morte, ele gargalha. Isso é definitivo como apresentação do cinismo do traidor Para escrever este artigo, assisti hoje à série “Em busca de Anselmo”. No momento, só podem ser vistos na HBO Max os dois primeiros episódios, em um conjunto de cinco, um por semana. Portanto, o

    Ler mais

  • Não há meia democracia

    Na democracia, assim como na gravidez feminina, não há meio termo. Não há meia democracia. É ou não é. Assume-se ou rejeita-se. Mas a imprensa parece ignorar esse fato e tenta conviver com um governo que adota princípios que negam na prática o compromisso democrático. A indefinição é o grande dilema da mídia brasileira às vésperas de um pleito que vai definir o

    Ler mais

  • Cabo Anselmo no seu obituário

    Na morte do Cabo Anselmo, enfim, Soledad Barrett foi e continua a ser o centro, a pessoa que grita, o ponto de apoio de Arquimedes para os crimes dele   Faleceu o Cabo Anselmo. Pelo telefone, o escritor e jornalista André Cintra me comunicou a notícia há 5 minutos. Eu estava fazendo a sesta, mas dei um salto da cama. E estou até

    Ler mais

  • Marighella morte

    Marighella, imortal no Tempo, nas vozes de Whitman, Maiakovski, Neruda, Shakespeare e Nietzsche

    Marighella – Algum predador poderia tê-lo visto desembarcar ou farejado seu corpo que se esgueirava pelo caminho que conduzia ao Tempo naquela noite escura, do dia quatro de novembro de 1969. O homem atacado, desconfiado, alerta, caminhava com esforço. Vinha do sul e também do norte, do oeste e também do leste, de todas as direções de sua Pátria que fora desde sempre

    Ler mais

  • A ditadura brasileira e os dois demônios

    Aqui, continuamos com os dois demônios no discurso da direita: “Se houve assassinatos, houve assassinatos dos dois lados”. Pior, temos continuado sob o demônio do terror de Estado, pois volta o negacionismo da ditadura Leio na SWI swissinfo.ch: “Buenos Aires, 8 dic (EFE).- El presidente argentino, Alberto Fernández, homenajeó este miércoles a las doce personas secuestradas entre el 8 y el 10 de

    Ler mais

  • Brasil: segue o “bonde” da destruição

    7 de setembro – O presidente do país segue governando na lógica do factoide, imitando seu ídolo Donald Trump. Parece não ter se dado conta do que aconteceu lá na matriz que tanto ama. A tática do factoide não deu certo. Trump foi derrotado fragorosamente. Por aqui, os marqueteiros do presidente continuam incentivando a mesma toada que, ao que parece, só serve mesmo

    Ler mais

  • Instituto Vladimir Herzog denuncia Bolsonaro na ONU por comemorações do golpe de 64

    O Instituto Vladimir Herzog (IVH) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entraram na útlima sexta, dia 29 de março, com uma petição junto à Organização das Nações Unidas (ONU) para denunciar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de comemorar o aniversário do golpe militar de 1964. O documento denuncia a tentativa do presidente e de outros membros do governo, como o chanceler

    Ler mais

  • Documentário Pastor Cláudio escancara a violência da Ditadura

    Cláudio Guerra – O documentário “Pastor Cláudio” estreia amanhã, dia 14 de março, e mostra o encontro de Cláudio Guerra, ex-delegado e agente da ditadura civil-militar, e Eduardo Passos, psicólogo que atende vítimas da violência de Estado. Cláudio Guerra é réu confesso de assassinatos de opositores ao regime de exceção que o país amargou por 21 anos. Beneficiado pela Lei de Anistia, Guerra

    Ler mais

  • corrupção na ditadura

    Médici corrupto

    por Carlos Fico O ex-presidente Médici é pouco estudado, mas muito lembrado. Deixou raros documentos e entrevistas, mas sua memória é cultuada por muitos. É lembrado por ter presidido o “milagre brasileiro” (altas taxas de crescimento do PIB entre 1969 e 1973). Sua popularidade cresceu com a conquista da Copa do Mundo em 1970 pelo Brasil. Era aplaudido nos estádios de futebol. Nas

    Ler mais

  • zico ditadura militar

    Zico foi excluído da seleção pela ditadura

    ZICO – Todos nós já sabíamos do uso, para efeito de propaganda política, da seleção brasileira de futebol. Sabíamos também da sua interferência até na escalação de jogadores, quando Médici impôs Dario ao time da Copa. E a consequente demissão do grande João Saldanha. Mas não sabíamos disto, com provas vivas, de excluir e perseguir geniais jogadores por motivo ideológico. O jornalista e

    Ler mais

  • Arquivos da ditadura e memória subversiva

    por Frei Betto As Forças Armadas brasileiras preferem tergiversar a respeito dos arquivos da ditadura. Insistem na versão de que foram queimados. Não haveria nada a ser trazido a público. Ora, impossível apagar a memória daqueles 21 anos de atrocidades. Mais de 70 anos após o inferno nazista, novos dados ainda vêm à tona. Não será aqui no Brasil que haverão de borrar

    Ler mais

  • crimes ditadura militar

    Brasil precisa da CIA para confirmar que Geisel e Figueiredo foram mandantes de assassinatos

    por Fernando do Valle Triste o país que precisa de documento da CIA para confirmar que os ditadores Ernesto Geisel e João Figueiredo foram mandantes de assassinatos. Informados em 1974 por generais sobre o extermínio de 104 opositores à ditadura civil-militar durante o governo do ditador Médici, ambos resolveram prosseguir com a “política” de execução de brasileiros contrários ao governo. Ontem Matias Spektor,

    Ler mais

  • A cooperação da Volkswagen com a ditadura brasileira

    por Fernando do Valle A colaboração de algumas empresas com a ditadura no Brasil (1964-1985) ainda deve ser devidamente esclarecida quando fica cada dia mais evidente o benefício que corporações multinacionais e nacionais obtiveram através de suas relações próximas com o regime de exceção. A filial brasileira da indústria de automóveis alemã Volkswagen exemplifica como a repressão à liberdade dos trabalhadores foi utilizada

    Ler mais

  • Canto de liberdade para José Amaro Correia

     por Urariano Mota Em um trecho do Dicionário Amoroso do Recife, escrevi: “José Amaro Correia, Zé Amaro, ou Mário Sapo, como o chamamos, era e continua a ser um socialista, militante político, preso em 1973 no DOI-CODI no Recife… Quando eu lhe pergunto se depois de tanta luta, se alguma vez ele não pensou em desistir, ele, que sei estar com problemas circulatórios,

    Ler mais

  • harry shibata ditadura militar

    Ministério Público de São Paulo denuncia legista Harry Shibata por ocultar assassinato da ditadura

    por Fernando do Valle O Ministério Público Federal em São Paulo ofereceu na última semana nova denúncia contra o legista aposentado Harry Shibata, acusado de forjar laudo necroscópico de Helber José Gomes Goulart, da ALN, morto pelo Doi-Codi em julho de 1973. Segundo a acusação, o médico deliberadamente ignorou visíveis lesões de tortura no pescoço e na cabeça do corpo do militante da

    Ler mais

  • A morte de Vladimir Herzog e o Brasil que não queremos

    por Fernando do Valle Vladimir Herzog – Noite de 24 de outubro de 1975, agentes da ditadura chegam à redação da TV Cultura com a ordem de levar o diretor de jornalismo da TV Cultura, Vladimir Herzog, para depor sobre suas ligações com o PCB – Partido Comunista Brasileiro no II Exército. Iniciou-se ali uma negociação entre os jornalistas da redação e os

    Ler mais

  • gonzaguinha 70 anos

    10 músicas contra a ditadura militar (2)

    MÚSICAS CONTRA A DITADURA – Após a publicação do texto com 10 músicas contra a ditadura militar em julho, recebemos dos leitores algumas sugestões de outras músicas do período que desafiavam o governo autoritário. Através dessas sugestões e de pesquisa, selecionamos mais 10 canções emblemáticas do período, vamos a elas: 10º “Pesadelo” (Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro)- Inocentes As primeiras bandas punks brasileiras

    Ler mais

  • taiguara música ditadura militar

    10 músicas contra a ditadura militar

    Naqueles tempos bicudos da ditadura militar, a música denunciava na lata ou de forma velada os arbítrios cometidos pelo regime. O ritmo não importava, podia ser o samba, o rock, o forró, a MPB ou outro, juntos formavam um verdadeiro repertório de resistência cultural. Sem dúvida, os anos 60 e 70 foram um dos períodos de maior criatividade na música brasileira. Se o

    Ler mais

  • Em 1970, os Tupamaros de Mujica contra Dan Mitrione, o mestre da tortura

    Mitrione – O policial norte-americano e mestre em tortura Dan Mitrione foi enviado pelo governo daquele país ao Brasil e Uruguai para ensinar seu método de tortura que consistia em “provocar dor com precisão no momento preciso e na quantidade precisa para obter o efeito desejado”. Como cobaias em suas sádicas aulas, Mitrione usava presos e mendigos para demonstrar na prática como torturar

    Ler mais

  • inauguração usina itaipu

    Corrupção na construção da usina de Itaipu pode ter motivado a morte do embaixador José Jobim

    O Instituto João Goulart encaminhou no final de novembro denúncia ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro sobre a suspeita de que o embaixador José Jobim foi assassinado por agentes da ditadura militar em março de 1979. Poucos meses antes de sua morte, o embaixador declarou para políticos em Brasília que escrevia suas memórias em que denunciaria o esquema de corrupção na

    Ler mais