Escritos Archives - Página 5 de 6 - Zona Curva
  • Os povos “chicos”

    Sim, eu tive a sorte de nascer na fronteira. Argentina e Uruguai, também mátrias. Desde bebezinho ouvindo a língua espanhola e as histórias da gente da Banda Oriental. Não podia ser outra coisa pra uma mulher nascida nas terras brasileiras, mas eivada de latinidade. E foi por essa minha especificidade regional que conheci, muito cedo, a poesia de Hamlet Lima Quintana, um argentino

    Ler mais

  • liberdade de imprensa cuba

    Cuba, liberdade de imprensa e a fome

    Após mais de meio século sob bloqueio econômico que lhe cerceia o desenvolvimento, Cuba é uma ilha cercada por pressões políticas, econômicas e midiáticas por todos os lados. No momento em que presenciamos o restabelecimento das relações diplomáticas entre os Estados Unidos, principal inimigo até então, e o regime cubano, vale entender o quanto é fundamental conhecer um objeto, um país, mesmo um projeto

    Ler mais

  • A mulher-seta

    A mulher desce mancando da perna direita de uma Kombi branca. Atrapalha-se com o banquinho de plástico, a placa em forma de seta de quase um metro e o guarda-chuva laranja. Demora alguns minutos para se organizar, o vento está forte e ela tem dificuldade em abrir o guarda-chuva, a calçada esburacada entorta seu banquinho, mas agora ela consegue se ajeitar ali, próxima

    Ler mais

  • política de museus

    Um novo estatuto para os museus

    Uma nova concepção na atuação dos museus, já há alguns anos, vem sendo implementada tanto no Brasil quanto em diversos países.  Dentre as intervenções propostas, destaque-se a que propõe “demolir” a ideia de divisão do mundo da cultura em camadas, assim como a oposição abrupta entre o tradicional e o moderno, o culto, o popular e o massivo. Os museus passam por significativo

    Ler mais

  • jango e kennedy 1963

    O renascimento do Jango antropofágico

    Em Jango uma tragedya, texto teatral de Glauber Rocha de 1974, Jango é devorado pelo povo em ritual antropofágico no carnaval depois de sua morte. O delírio de Glauber embute o desejo do renascimento de um novo Jango, de corpo fechado para enfrentar os Antonios das Mortes, jagunço icônico do cineasta, que o derrubaram nos idos de 1964, e continuam à espreita. Para entender nossa

    Ler mais

  • Bijuteria, a joia da crise

    Por que num tempo de crise, o fascínio pelo supérfluo ganha tanta prioridade quanto o essencial, a vaidade sendo saciada, ainda que isso corresponda ao empobrecimento da mesa?  A crise superlotou as ruas das grandes capitais brasileiras com camelôs que vendem de tudo ou quase tudo, desde relógios digitais (o tempo descartável) a inúmeras formas de utensílios e quinquilharias, consolidando o “salve-se quem puder”

    Ler mais

  • 8 de março dia da mulher

    Com o desejo na alma

    As tigresas estão à solta. Com o olhar carregado da mais sutil sedução e os lábios pintados com luminosidade de néon, elas atravessam as vitrines da cidade. Cabelos esvoaçantes sob o sol do anúncio do verão, a provocação caminha com elas. Unhas de gata, sem nenhuma ameaça, o tempo parece estar sob o seu inteiro dispor. O imaginário da mulher contemporânea não envolve

    Ler mais

  • 10 de fevereiro reacionários foto 2

    O cordão dos hipócritas

    Ele adora repetir a piada que a única saída para o Brasil é o aeroporto em festinhas em bufê infantil, pior, consegue risadas da maioria. Outro dia proibiu sua empregada doméstica de comer seus queijos importados na geladeira. Ele sempre avisa Rose, esse é o nome da empregada, que se ela manchar suas camisas azuis importadas com gola branca vai descontar de seu

    Ler mais

  • quadro de Oswald de Andrade

    Chamada a cobrar de 50 centavos para Oswald de Andrade

    No início deste ano 459 do calendário antropofágico, escrevo para Oswald de Andrade aqui de sua calorenta São Paulo em que “sibaristas continuam em sua farra ora em palácio no Jardim América ora no de Campos do Jordão, e têm garantida uma poltrona no céu”. Chegamos à soma de 459 contando a partir de 1556, quando o primeiro bispo brasileiro, o Sardinha, foi

    Ler mais

  • 60 anos rock and roll

    60 anos e o rock’n’roll fica sex

    Ora, quem diria, o eterno e atemporal rock and roll ficou sex. Sim, sexagenário. Ainda que várias incursões anteriores criassem as matrizes desse gênero musical que transformaria a cabeça e o corpo da juventude desde o final dos anos 40 – filho que é do pós-II Guerra – é a partir de 1954, com o surgimento de Elvis Presley, que o rock invade

    Ler mais

  • 22 de outubro consituiçao de 88 voto foto 2

    Soci@lismo 2.0 e a história do voto no Brasil

    Socialismo 2.o -Mesmo sob a necessidade de continuarmos a nos debruçar sobre o velho Karl Marx, criador da mais influente análise político-econômica que moldou as relações sociais no século XX, a Internet consolida o antigo e utópico sonho marxista do socialismo em escala global. Mas trata-se do “Socialismo 2.0”. A tese, com base no colaboracionismo instaurado na rede mundial de computadores, foi criada pelo

    Ler mais

  • charge angeli marketing político

    Sob o manto do marketing político

    A sociedade do espetáculo, mesmo na era do capitalismo cognitivo, vive sob o imperativo da mercadoria. Um fascinante universo em que tudo tende a se converter em produto. Quem opera na área de marketing sabe o quanto a eficácia de um produto está diretamente relacionada, mais que à sua utilidade ou ao seu conteúdo (porque existem diversos similares concorrendo entre si), à forma

    Ler mais

  • A face invisível dos rolezinhos

    Vendo o quanto tantos ficaram na superfície do fenômeno dos rolezinhos– mobilização de jovens moradores de áreas periféricas em shopping centers do Rio e São Paulo – surfando na crista da onda sem ousar um mergulho mais profundo, vale refletir a questão sob a ótica não apenas do consumo, mas sob as faces políticas da excludente ideologia do Consumo e da crítica à Sociedade do

    Ler mais

  • Jovens indignados de Alphaville organizam movimento

    Com peitos estufados sob camisetas Abercrombie e Hollister, jovens integrantes do movimento Alphaville em Itaquera criam polêmica. Organizado pela elite paulista, a iniciativa tem sido considerada uma reação de jovens bem nascidos aos recentes acontecimentos em shoppings. Leia texto da página do evento organizado pelo movimento em uma rede social:  “No próximo domingo, às 17h, no Shopping Itaquera, Alphaville irá invadir a periferia. Em

    Ler mais

  • A carapuça e a guerra psicológica

    Otavio de Carvalho, renomado pesquisador e coordenador de Estudos sobre a América Latina na Universidade Nacional do Vietnã, faz seu texto de estreia no Zonacurva: Bom dia, Vietnã ! (Ho Chi Minh, dia 07 de Janeiro) Nesse ano em que o mundo inteiro está de olho no Brasil, o que não acabará em 2014, sairemos do foco só em 2016 quando as Olimpíadas

    Ler mais

  • Entre a fome e o combustível

    Em meio ao anunciado fim da era do petróleo e da redenção energética através da biologia e da agricultura, o economista, engenheiro e diretor da École Supérieure d’Agriculture d’Angers, na França, Bruno Parmentier, pesquisdor sobre o futuro da alimentação, vem tirando o apetite dos estrategistas europeus, desde que lançou o livro Nourrir l’Humanité (Nutrir a Humanidade, editora La Découverte). No best-seller, ainda sem tradução em português, ele acena com

    Ler mais

  • Easy Rider às avessas

    Pelas estradas, a geração beatnik buscava liberdade. Nos road movies, é na velocidade da viagem que os protagonistas encontram novas perspectivas para a solução dos dilemas de suas vidas. Nas estradas paulistas no último feriado, milhões vivenciaram o inverso dessas experiências: a paralisia total em gigantescos e caóticos estacionamentos, principalmente, no caminho da almejada praia. Em piada conhecida, diz que o paulistano gosta

    Ler mais

  • Os mistérios da madame Blavatsky

    Reza a lenda que a maga Blavatsky possuía vários amigos invisíveis e se irritava com sua família e os criados quando eles não davam atenção a eles. Filha de nobres, a ucraniana Helena Blavatsky, fundadora da Sociedade Teosófica, apresentou dons psíquicos desde criança. Escritora, teóloga e filósofa, Elena Petrovna von Hahn (30 de julho 1831 – 8 de maio 1891) teve educação refinada

    Ler mais

  • Disneylândia para intelectuais na Flip 2013

    O exemplar de Eduardo Galeano descansa solitário na pilha errada na Livraria da Travessa da Flip, a mais cheia que conheci na vida. Duas de óculos o encontram e o disputam. Risadinhas amarelas. “Nossa, aqui é a nossa Disneylândia”. O Galeano volta para a prateleira. Ao contrário dos personagens de Disney, a lista daqui é multifacetada: artistas de rua, intelectuais de barba, hare krishnas

    Ler mais

  • A primavera

    O poeta Marco Piantan (http://www.piantan.blogspot.com.br/) publica pela primeira vez no Zonacurva. Leia poema inspirado pelas manifestações nas ruas de Sampa: A Primavera nasce no coração da terra No fundo escuro dos maiores desejos e surpreende até os mais céticos com o desabrochar de suas flores desperta os corações mais cansados com a delicadeza de seus sonhos acorda do sono profundo todo um povo

    Ler mais

  • Cinco flashes do gigante que acordou

    Flash 1 Na semana passada, a morena de legging colorido e polainas pretas vivia em pânico. Passou a ouvir a CBN e a Jovem Pan AM no caminho para a academia. Se tivesse protesto, perderia a aula de spinning. Nada podia atrapalhar a rotina de exercícios e o regime que já a tinha feito perder três quilos nos últimos dois meses. Flash 2

    Ler mais